Vote em Marcelo Ribeiro no Prêmio Press 2018

Inscreva-se para o vestibular da Unopar

Anúncio Fandango CTG Tarumã - Garotos de Ouro

44º Leilão Cabanha Santa Maria - 11 de outubro no Parque Assis Brasil, em São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Oficina de Costura

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Gaúchos se despedem de Paixão Côrtes

Gaúchos se despediram de Paixão Côrtes, falecido nesta segunda-feira aos 91 anos
Durante esta terça-feira (28), gaúchos de várias partes do Estado e País, de classes sociais variadas, tradicionalistas ou não, se despediram do baluarte do tradicionalismo gaúcho, João Carlos D'Ávila Paixão Côrtes, que faleceu nesta segunda-feira aos 91 anos após 40 dias de internação no Hospital Ernesto Dornelles, em Porto Alegre, em decorrência de uma fratura no fêmur. O velório aconteceu no Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini, em Porto Alegre.



Velório do tradicionalista, pesquisador e folclorista aconteceu no Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini

Morte de Côrtes repercutiu no Estado no começo desta semana. Governo Estadual decretou luto por três dias
No velório, amigos, familiares, tradicionalistas e até mesmo gente do povo se despediu do folclorista que serviu de modelo para a estátua do Laçador. Um de seus filhos, Carlos, conversou com a reportagem e agradeceu o carinho dos gaúchos pelo seu pai, que resgatou a cultura gaúcha e os símbolos do gauchismo, a Chama Crioula (criada em 1947, como uma extensão da Chama da Semana da Pátria), o Desfile dos Cavalarianos, a Ronda Crioula (que, nos anos 1960, deu origem à Semana Farroupilha), e o primeiro Centro de Tradições Gaúchas, criado em 1948 com o nome de 35, por Côrtes, Barbosa Lessa, Glauco Saraiva e Hélio José Moro.

"Ficamos orgulhosos de ter tido um inspirador para muitos, no resgate da cultura gaúcha e agradecemos o carinho e a solidariedade dos gaúchos nesse momento", resumiu Carlinhos. O velório foi no Salão do Palácio Piratini, cedido pelo Governo Gaúcho dado a importância de Paixão Côrtes para a cultura gaúcha. Ele deixou a esposa Marina e os filhos Maria Zulema, Ana Regina e Carlos.

Natural de Santana do Livramento, o compositor, folclorista, radialista e pesquisador da cultura gaúcha João Carlos D'ávila Paixão Côrtes era engenheiro agrônomo, mas dedicou-se à pesquisa da cultura, hábitos e costumes populares do RS. Tornou-se símbolo de Porto Alegre ao servir de modelo, em 1954, para a Estátua do Laçador, do escultor Antônio Caringi. Em 2017, o folclorista anunciou seu afastamento da vida pública.

Ele esteve em São Gabriel por duas oportunidades, uma delas para a abertura dos Festejos Farroupilhas e outra durante os 60 anos do CTG Caiboaté, em 2013, quando ele foi para Santana do Livramento, na inauguração de seu monumento.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 28/08/2018 16h30
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: