Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Sindicatos e Marfrig fecham Acordo Coletivo de Trabalho para 2018

Ofertaço Grazziotin - de 16 a 20 de outubro

O Poder da Clareza - 17 de outubro em São Gabriel

Inauguração da filial Porto Lanches na quinta, 10 de outubro

12 de outubro - Dia de Nossa Senhora Aparecida - lembrança do Colégio Perpétuo Socorro

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Renegocie suas dívidas judiciais com a Prefeitura com o REFIS Judicial

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Máquina de cartões Sicredi - a máquina que vem com um parceiro de negócios

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

Curso para o Concurso de Vila Nova do Sul é no Aurora Concursos

Sindicatos e Marfrig fecham Acordo Coletivo de Trabalho para 2018

Sindicatos de trabalhadores nas indústrias de alimentação de Bagé, São Gabriel e Pelotas acertaram o Acordo Coletivo de Trabalho 2018 junto ao Marfrig Group. O reajuste salarial ficou em 2,87% (sendo 1,87% de reposição da inflação entre fevereiro de 2017 e janeiro de 2018, mais 1% de aumento real). O Piso Salarial ficou estabelecido em R$ 1.269,96.


Outros itens do acordo estabelecem a autorização para a realização de horas-extras em ambiente insalubre, ressalvado o não-trabalho de gestantes e lactantes nesses setores, o não-prejuízo quanto ao recebimento do adicional de insalubridade, além da manutenção das demais cláusulas do acordo anterior.

Os reajustes aplicados serão pagos na folha de abril, com pagamento previsto no quinto dia útil de maio. A data-base para os trabalhadores do Marfrig é 1º de fevereiro.


Para o presidente do STIA/Bagé, Luiz Carlos Cabral, não foi o acordo ideal para os trabalhadores, mas dentro da conjuntura econômica nacional pode-se classificar como razoável. "Conseguimos manter todas as vantagens para os trabalhadores obtidas nos acordos anteriores. O reajuste foi o possível dentro do índice oficial de inflação do período (1,87%) que não representa a realidade, algo reconhecido pelos próprios trabalhadores e por nós, do Sindicato, mas é a base para a negociação", explica Cabral. 

Reportagem: Emanuel Müller/Especial C7
Data: 02/04/2018 XXhXX 
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: