15 janeiro 2018

Áudio pode ter motivado crime no Gabrielense por meio de vingança


Um áudio que circula em grupos de Whatsapp pode ter motivado a chacina ocorrida na noite de domingo (14) no Bairro Gabrielense. A Polícia Civil trabalha com a possibilidade de que tinha sido uma vingança contra uma das vítimas, envolvendo ameaças relacionadas a outro crime. Segundo o Setor de Investigações da Polícia Civil, a constatação chegou após a oitiva de testemunhas e ao acesso a mensagens de áudio nos telefones celulares das vítimas.


Um deles, que está circulando nestes grupos, teria sido gravado por Conrado Silveira Soares, 28 anos, revelando uma rixa causada por um furto e que pode ter sido o estopim da tragédia. No mesmo, várias ameaças foram feitas por ele para possíveis desafetos. Com isso, a Polícia trabalha com novas linhas de investigação, além do tráfico de drogas.

Os corpos dos irmãos Maicon e Conrado, mais o da terceira vítima, Igor Rodrigues (Japa), foram liberados pelo IML de Santa Maria e estão sendo velados na Funerária Santa Rita. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/01/2018 15h52
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.