Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Liminar nacional paralisa atendimento de enfermeiros em atenção básica

12-05 Domingueira das Mães - CTG Querência Xucra

Penha de Troca da Patronagem - CTG Plácido de Castro - 25 de maio

Prestigie a reinauguração da Cremolatto em novo endereço no Calçadão de São Gabriel

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça sua Pós-Graduação na Unopar

Jogue Limpo com a sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Sicredi Pampa Gaúcho - Juntos geramos desenvolvimento para todos

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Liminar nacional paralisa atendimento de enfermeiros em atenção básica


Uma liminar expedida pelo juiz federal Renato Borelli, da 20ª Vara da Justiça Federal de Brasília, altera o cotidiano dos profissionais de enfermagem na atenção básica de saúde pública. De acordo com a decisão judicial, ficam suspensos parcialmente os efeitos da Portaria n.º 2.488 de 21 de Outubro de 2011, que permitiam aos enfermeiros requisitar consultas e exames diretamente nos serviços de Atenção Básica e revalidar receitas médicas. Conforme a decisão judicial, estas atividades de diagnóstico são exclusivamente dos profissionais da área médica, e não poderão mais ser feitas por enfermeiros.




A decisão afeta também a prestação de serviços de atenção básica em São Gabriel. Conforme a coordenadora de enfermagem da Secretaria Municipal da Saúde, Aline Schroeder, por conta da liminar, os enferimeiros estão impedidos de realizar procedimentos que demandem requisição médica,  como nas coletas de citopatológico – CP, testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C, e também os testes de gravidez (BHCG urinário). 


“Diante desta decisão, estamos seguindo a orientação dos nossos conselhos de classe, e avisando a população. Enquanto esta liminar perdurar, essa será a nova orientação de trabalho para a Enfermagem. Esperamos que a situação seja definitivamente solucionada para haver a devida segurança jurídica, tanto para o trabalho do médico quanto do enfermeiro na saúde básica”, ressaltou. 

Reportagem: Comunicação Social Prefeitura
Data: 17/10/2017 15h30
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: