Confira as mensagens de Natal e Ano Novo dos nossos parceiros

Vem para o Natal da Tottal Casa & Conforto

Vem aí o Reveillon Gaudério no CTG Querência Xucra, com animação de Os Serranos, 29 de dezembro

Invista no primeiro shopping center de São Gabriel

Confira os novos cursos na Unopar São Gabriel

Colabore para uma cidade limpa - Jogue Limpo com a sua Cidade

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Vem aí a Festa de Natal do EC Real, em 19 de dezembro

Caso Elton Brum: júri de policial será realizado nesta quinta-feira

Um caso que estremeceu a questão agrária na época em São Gabriel irá a júri popular na próxima quinta-feira (21), em Porto Alegre. A 1ª Vara do Júri da Comarca de Porto Alegre realizará o julgamento do policial militar Alexandre Curto dos Santos, acusado pela morte do sem-terra Elton Brum da Silva (foto), em 2009, durante desapropriação da Fazenda Southall, em São Gabriel.



O policial vai ser julgado por homicídio qualificado, ou seja, por impossibilitar a defesa da vítima e o júri começa a partir das 9h30, no 5º andar do Foro Central e será presidido pelo Juiz Orlando Faccini Neto. Conforme o Tribunal de Justiça, o júri popular será composto por sete jurados escolhidos por sorteio. Eles acompanharão os depoimentos, a apresentação das provas e dos debates. Após, votarão se consideram o réu culpado ou inocente. Se condenado, a pena varia de 12 a 30 anos de prisão.


O julgamento ocorre na capital depois de larga tramitação processual e pela necessidade de desaforar o processo da Comarca de São Gabriel, para garantir "imparcialidade à decisão", segundo a defesa. O caso aconteceu em 21 de agosto de 2009, durante a desapropriação da Fazenda Southall, hoje Assentamento Conquista do Caiboaté, onde ele foi morto pelas costas com um tiro de espingarda calibre 12.

O réu alegou legítima defesa e que trocou acidentalmente sua arma com a de um colega, visto que haveria a recomendação de usar munição não-letal. Atos realizados pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) ocorrerão nas proximidades do Fórum de Porto Alegre e em todo o Estado. O caso ainda gera contradições até hoje e protestos de movimentos sociais.

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do site Sul21 
Data: 19/09/2017 16h33
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: