Inaugura no próximo dia 10 de dezembro, em São Gabriel, A Legítima Super 20

Vem para o Natal da Tottal Casa & Conforto

A partir de segunda-feira, 12 de novembro, LaborCito com filial!

Vem aí o Reveillon Gaudério no CTG Querência Xucra, com animação de Os Serranos, 29 de dezembro

Colégio Perpétuo Socorro - matrículas abertas a partir de 19 de novembro

Invista no primeiro shopping center de São Gabriel

Confira os novos cursos na Unopar São Gabriel

Colabore para uma cidade limpa - Jogue Limpo com a sua Cidade

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Oficina de Costura

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Vem aí a Festa de Natal do EC Real, em 19 de dezembro

Rosário: ex-líder religioso é preso por abuso sexual


Rosário do Sul - A Polícia Civil prendeu na tarde desta segunda-feira, 21 de agosto, um ex-líder religioso que fazia parte da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhecida como Mórmons. Ele está sendo acusado de cometer abusos sexuais contra meninas dentro da igreja. O homem tem 53 anos e não teve a identidade divulgada, teria cometido pelo menos quatro abusos de crianças e adolescentes.


De acordo com o Delegado Fábio Miguez, em entevista à Rádio Gaúcha SM, os abusos aconteciam há pelo menos dez anos. Os abusos aconteciam dentro da igreja, em salas, e também nas casas das vítimas, quando o líder visitava as famílias. Ele chegou a presidir a Igreja por um tempo no município.

Ao ser cotado para retornar a um cargo de liderança na instituição, as jovens da igreja ficaram consternadas e revelaram os abusos aos pais. A atual presidência da Igreja, ao tomar conhecimento dos casos, procedeu com uma ação disciplinar e o excomungou da Igreja, o proibindo também de participar das reuniões da unidade e orientou as famílias a buscar a Justiça.

O ex-líder foi encaminhado ao Presídio Estadual de Rosário do Sul. Conforme a Polícia Civil, pelo menos quatro meninas sofreram os abusos, com idades que variam entre 8 e 15 anos. Porém, o delegado ressalta que há a possibilidade de ter mais vítimas, que não relataram os abusos por medo da exposição. Ainda, algumas das meninas confiavam no homem, e não entendiam os casos como abusos sexuais.

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações da Rádio Gaúcha SM 
Data: 22/08/2017 12h35 
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: