Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Associação de Árbitros acusa equipe do Palmeiras e Brigada Militar de omissão em jogo no sábado

Prestigie o Jantar De Mãos Dadas, da Despertar e Voluntárias do Lar São João

Vem aí a Festa Junina da Pró-Down em São Gabriel. Participe!

	
Vem aí a semana do aniversário da Grazziotin. Confira as promoções

Inscreva-se para o Vestibular de Inverno da Urcamp - aproveite as oportunidades

Penha de Troca da Patronagem - CTG Plácido de Castro - 25 de maio

Prestigie a reinauguração da Cremolatto em novo endereço no Calçadão de São Gabriel

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça sua Pós-Graduação na Unopar

Jogue Limpo com a sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Sicredi Pampa Gaúcho - Juntos geramos desenvolvimento para todos

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Participe das aulas de musicalização com as Tolerantes

Colégio Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Associação de Árbitros acusa equipe do Palmeiras e Brigada Militar de omissão em jogo no sábado

Jogo teve placar definido por erro da arbitragem, que prejudicou o Palmeiras e motivou protestos. AGAFUSA fez acusações graves que geraram reações do time gabrielense na internet (foto arquivo C7)
Uma polêmica surgiu nas redes sociais, por meio de uma manifestação da Associação Gaúcha de Árbitros de Futsal (AGAFUSA) e repelida pela direção do Palmeiras Futsal. A entidade acusou os gabrielenses de omissos e violentos, e sobrou também para a Brigada Militar, em nota divulgada nas redes sociais. A manifestação gerou reação do Palmeiras assim como da Brigada Militar às acusações, consideradas "mentirosas".

Na nota, a entidade acusou os torcedores do Palmeiras de terem danificado um carro que era da equipe de arbitragem e acusou tanto o time gabrielense quanto a Brigada Militar de omissão. No caso da Brigada, após contestações, a página da AGAFUSA pediu desculpas. E a torcida não perdoou as acusações da entidade nas redes sociais.

Por parte do Palmeiras, a direção afirma que nestes dois anos de disputa da Série Bronze, quando saiu de São Gabriel, sofreu agressões e prejuízos mas que jamais justificaram agressões, apenas reclamações de erros primários da arbitragem, como o que aconteceu sábado, quando o goleiro Leandro do Palmeiras, tentou se livrar da marcação de um pivô do São José e a arbitragem marcou pênalti inexistente, o que decidiu o resultado do jogo, motivando reações e críticas da torcida, porém, sem violência no Ginásio Plácido de Castro. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 26/07/2017 18h05
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: