Confira as mensagens de Natal e Ano Novo dos nossos parceiros

Vem para o Natal da Tottal Casa & Conforto

Vem aí o Reveillon Gaudério no CTG Querência Xucra, com animação de Os Serranos, 29 de dezembro

Invista no primeiro shopping center de São Gabriel

Confira os novos cursos na Unopar São Gabriel

Colabore para uma cidade limpa - Jogue Limpo com a sua Cidade

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Vem aí a Festa de Natal do EC Real, em 19 de dezembro

Papo Reto no Caderno7

João Pedro Lemos
Colunista do blog

Momento frágil para a Democracia brasileira
O Brasil, que deveria ser referência no avanço democrático na América Latina, acaba de assinar praticamente o seu fracasso com a crescente e indecente corrupção. Depois dos movimentos políticos conseguirem mobilizar e unificar todo um sonho democrático nas “Diretas já”, eleger e tirar o Collor de Mello, avançar para chegar a uma frente partidária que representasse todo o sonho dos brasileiros, acabamos na vulnerabilidade de uma gestão desastrosa do último partido, que era para ser isento e diferente, mas se destacou pela corrupção, num momento de perigo para a Democracia.



A partir de então o Brasil que começava a se fortalecer como economia mundial vê sua fragilidade crescer, da mesma forma um total descrédito na política administrativa do país com tanto desvio de recursos, e pior, a cada dia se mostrando mais. E cá para nós, em nível mundial, nós que vínhamos crescendo consideravelmente, estamos enfrentando uma situação vergonhosa.

A crescente judicialização da política brasileira demonstra um Executivo totalmente sem força pela corrupção, um congresso sem decisão, cuja última palavra acaba com o Judiciário. É onde nasce o descrédito, “para que elegermos”? A preocupação mais do que com o futuro é: o que pensarão e o que vão esperar gerações futuras da política? No que vão acreditar? Quem vai construir a nova política e de que forma?

Entenderam a gravidade da situação! A Democracia brasileira enfraqueceu totalmente e o futuro ninguém mais sabe ao certo. A consciência coletiva de Brasil, básico para a democracia está perdendo lugar para o individualismo, o que nos torna susceptíveis a golpes, porque a força popular enfraquece.

Como a última experiência administrativa em termos de representação que veio principalmente de sindicatos e movimentos sociais e que seria a grande chance desses avanços se concretizarem fracassou, fico a me perguntar, como recuperar o crédito para a democracia e a política depois de andarmos tanto e cairmos no engodo que caímos?

Sinceramente o momento brasileiro é frágil, a política e a democracia estão agora nas mãos da população e do próprio tempo, infelizmente e fica difícil diagnosticar como será nosso futuro.

Que em meio a nosso contexto difícil venha uma luz viável, possível de reunir a esperança brasileira e latino americana em dias com representação coerente, de homens que levam à vida do povo e a representação popular a sério e com responsabilidade. Cabe a nós fazermos a nossa parte, lutar por isso, buscar por isso, porque a última palavra é nossa, assim como sempre foi com a procuração do voto.

Que por enquanto seja cumprida a Lei e que valha para todos e que pela Justiça Brasileira venhamos a avançar na política administrativa do nosso país.
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: