Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Tragédia no Natal: Polícia indicia 17 pessoas envolvidas na morte de policial militar

Vem aí a Festa Junina da Pró-Down em São Gabriel. Participe!

	
Vem aí a semana do aniversário da Grazziotin. Confira as promoções

Inscreva-se para o Vestibular de Inverno da Urcamp - aproveite as oportunidades

Penha de Troca da Patronagem - CTG Plácido de Castro - 25 de maio

Prestigie a reinauguração da Cremolatto em novo endereço no Calçadão de São Gabriel

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça sua Pós-Graduação na Unopar

Jogue Limpo com a sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Sicredi Pampa Gaúcho - Juntos geramos desenvolvimento para todos

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Participe das aulas de musicalização com as Tolerantes

Colégio Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Tragédia no Natal: Polícia indicia 17 pessoas envolvidas na morte de policial militar

A Polícia Civil indiciou e responsabilizou 17 pessoas por participação na tragédia que resultou na morte do policial militar Bento Júnior Teixeira Borges, 36 anos (foto), morto a facadas depois de tentar intervir em uma briga generalizada na manhã de 25 de dezembro, em um posto de combustíveis na entrada da cidade. Destes, apenas quinze estão presos.


Oito adultos foram indiciados por homicídio qualificado por motivo torpe, forma que impossibilitou a defesa da vítima, meio cruel, crime contra agente de segurança, depredação de patrimônio mediante violência e corrupção de menores. Um deles ainda vai responder por receptação e porte ilegal de arma de fogo. Outro vai responder por lesão corporal majorada. Os adolescentes foram responsabilizados por homicídio e dano qualificados.

Segundo o Delegado José Bastos, em entrevista ao Diário de Santa Maria, três adultos e dois adolescentes participaram de forma conclusiva na morte de Bento, mas a participação de todos os 15 foi o que definiu o trágico resultado. "Os dois grupos de bairros discutiam e se agrediam. O policial tentou intervir e eles se uniram contra ele, que, por legítima defesa, matou um dos adolescentes. Se não houvesse esse contexto, talvez ele não tivesse sido morto", afirmou o Delegado.

A investigação apurou que o crime ocorreu por volta das 6h30 e Bento foi ao local após ser informado por um frentista sobre a briga no estabelecimento. Ao tentar intervir, parte do grupo começou a agredi-lo e o restante incentivou as violentas agressões. Apesar de estar à paisana, Borges estava armado, e atirou contra um deles, João Gabriel Ferraz da Silva, 16 anos, que morreu no local. O PM teve o veículo depredado pelo grupo, impossibilitando sua fuga e foi morto a facadas em seguida.

Um soldado da Brigada Militar tentou ajudá-lo e foi esfaqueado no pescoço, tento que sair do local. O colega alegou em depoimento à Polícia que se ficasse no local, teria que matar alguém ou ser morto, razão pela qual não prestou socorro a Bento. Também depondo à Polícia, o sargento da BM que filmou a confusão toda alegou não estar armado na ocasião e que temeu pela sua vida e da companheira.

Todos estão detidos. Seis dos adolescentes estão internados no Centro de Atendimento Socioeducativo de Santa Maria (Case), uma está na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) de Porto Alegre, sete adultos estão na Penitenciária Estadual de São Gabriel e um está no Presídio Central de Porto Alegre.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 04/01/2017 13h13 
Contato: (55) 3232-3766 / 96045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: