Confira as mensagens de Natal e Ano Novo dos nossos parceiros

Vem para o Natal da Tottal Casa & Conforto

Vem aí o Reveillon Gaudério no CTG Querência Xucra, com animação de Os Serranos, 29 de dezembro

Invista no primeiro shopping center de São Gabriel

Confira os novos cursos na Unopar São Gabriel

Colabore para uma cidade limpa - Jogue Limpo com a sua Cidade

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Vem aí a Festa de Natal do EC Real, em 19 de dezembro

Polícia Civil analisa vídeos da briga para identificar envolvidos na morte de policial e jovem

Policial foi morto durante a briga, além de um
adolescente de 16 anos
A Polícia Civil está analisando as imagens feitas por moradores e das câmeras de segurança do Posto Batovi na manhã que ocorreu a briga que resultou na morte de um PM e um jovem. O objetivo da Polícia é identificar como ocorreram de fato as duas mortes, além do caso de um homem que teria sido ferido por bala perdida, na manhã de domingo (25).


Na segunda-feira (26), sete adolescentes entre 15 e 17 anos, entre eles uma menina, foram transferidos para unidades da FASE em Santa Maria e Porto Alegre, onde ficarão detidos até o fim das investigações. Dois adultos foram encaminhados ao Presídio local. A Polícia também analisa fotos e postagens nas redes sociais.

O soldado Bento Teixeira Borges, 36 anos, foi morto após tentar apartar uma briga. De acordo com o delegado, dois adolescentes não aceitaram a intervenção e investiram contra ele com golpes de facas. Ele acabou atirando e matando o adolescente João Gabriel Ferraz, 16 anos, motivando a fúria dos demais. No vídeo, fica nítido que ele efetua disparos para o alto e a seguir nos dois adolescentes, o que desencadeou a perseguição que resultou na morte do policial.

Segundo o Delegado José Bastos em entrevista à imprensa estadual, se pretende indiciar os envolvidos por homicídio triplamente qualificado, furto qualificado (em relação à arma do PM) e dano ao patrimônio (em relação ao carro do soldado que foi depredado), além de corrupção de menores no caso dos adultos.

Os vídeos andam circulando por redes sociais e mensagens de Whatsapp, e estão dividindo opiniões na comunidade - muitas delas com questionamentos sobre o que poderia ter sido feito ou não. A Rádio Gaúcha levou alguns vídeos em seu site, devidamente editados:


Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 27/12/2016 17h47
Contato: (55) 3232-3766 / 96045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: