Inaugura no próximo dia 10 de dezembro, em São Gabriel, A Legítima Super 20

Vem para o Natal da Tottal Casa & Conforto

A partir de segunda-feira, 12 de novembro, LaborCito com filial!

Vem aí o Reveillon Gaudério no CTG Querência Xucra, com animação de Os Serranos, 29 de dezembro

Colégio Perpétuo Socorro - matrículas abertas a partir de 19 de novembro

Invista no primeiro shopping center de São Gabriel

Confira os novos cursos na Unopar São Gabriel

Colabore para uma cidade limpa - Jogue Limpo com a sua Cidade

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Oficina de Costura

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Vem aí a Festa de Natal do EC Real, em 19 de dezembro

Opinião do leitor: A Primavera da Economia

Tarso Francisco Pires Teixeira
Presidente do Sindicato Rural de São Gabriel
Vice Presidente da Farsul

Encerrada com êxito a programação de leilões e remates da 82.ª Exposição-Feira Agropecuária de São Gabriel, é possível traçar uma avaliação, não somente da feira em si, mas do que estas ocasiões simbolizam como representação da força econômica que pode ter a resposta para a grave crise do país: a vitalidade do Interior. Embora existisse uma justa preocupação com o desempenho dos negócios em relação ao ano passado, as médias não apenas se mantiveram, como, em muitos casos, foram superiores – e isto, apesar do agravamento da crise em comparação com 2015. E as notícias que nos chegam de feiras realizadas em outros municípios, dão conta de resultados semelhantes.


As feiras agropecuárias desempenham um papel notável na economia do Rio Grande do Sul. Assim que a Primavera desponta e a Expointer abre as porteiras em Esteio, inicia-se uma temporada onde as feiras vão, literalmente, florescendo pelos municípios afora. Grandes ou pequenas, novas ou antigas, todas elas reúnem o melhor das potencialidades de cada comunidade. Não são apenas leilões ou eventos de negócios, mas também celebrações da força econômica de cada região, com cultura, gastronomia, arte e outras formas de expressão.

É um tempo de ganho para os hotéis, para os artistas das pequenas cidades, para as empresas que vendem seus produtos, para o produtor, enfim, para toda a comunidade. E quando a economia começa a girar na base, que a macro-economia do Estado e da União vão se recuperando.  As feiras do Interior, neste sentido, tem um impacto profundo na vitalidade econômica do Estado, que espera a chegada da Primavera para ver o belo resultado agropecuário que dará frutos no caixa do Tesouro já no ano seguinte.

As feiras rurais que iniciam em outubro e vão até dezembro, são chamadas de “Feiras da Primavera” não por acaso. São justamente elas que afastam o “Inverno” da economia, e fazem “florescer” as primícias de uma recuperação que repercute no campo, na cidade, no Estado e na Nação. Abençoadas sejam a Primavera e suas Exposições, mostrando a pujança agropecuária que apresenta frutos promissores para o nosso futuro!

Data: 17/10/2016 21h16 
Contato: (55) 3232-3766 / 96045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: