Desfrute de um espetinho gostoso na Mas Bah Tchê Churrasquinho Gourmet em São Gabriel!

Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Conforto que cabe no bolso - Íbis Budget Porto Alegre

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Conheça todos os benefícios do Seguro de Vida Sicredi Essência!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

Gráfica F1 - Comunicação Visual e Gráfica Offset com qualidade e bom preço!

29 maio 2013

Tragédia de Santa Maria: em decisão polêmica, quatro réus são soltos em liberdade provisória

Aos prantos, pais e familiares das vítimas lamentam decisão da Justiça de soltar os réus (foto Mauro Schaffer/Correio do Povo)
A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça concedeu por volta das 15h desta quarta-feira a liberdade provisória para os quatro réus presos após o incêndio da Boate Kiss, em Santa Maria, no dia 27 de janeiro. Os dois proprietários da casa noturna, Elissandro Spohr, conhecido como Kiko, e Mauro Hoffmann, além dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Augusto Bonilha Leão, devem deixar o sistema prisional ainda hoje.


Por decisão unânime, os desembargadores aceitaram o pedido de habeas corpus feito pelo advogado do vocalista, Omar Obregon. Eles entenderam que, passados quatro meses, não se preservam mais os aspectos de clamor social que motivassem a manutenção das prisões. Ainda conforme a decisão, não há evidência de "crueldade ou hediondez extrema" para mantê-los recolhidos até o julgamento.

A decisão desagradou os familiares das 242 vítimas do incêndio. Um grupo de 30 familiares lamentou a decisão com lágrimas, abraços e gritos de revolta. Eles se concentraram à frente do Tribunal de Justiça de Porto Alegre. A sensação de desânimo e impunidade foi predominante, chegando a ser comparado ao dia da tragédia.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.