Desfrute de um espetinho gostoso na Mas Bah Tchê Churrasquinho Gourmet em São Gabriel!

Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Conforto que cabe no bolso - Íbis Budget Porto Alegre

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Conheça todos os benefícios do Seguro de Vida Sicredi Essência!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

Gráfica F1 - Comunicação Visual e Gráfica Offset com qualidade e bom preço!

27 maio 2013

Escolas Municipais abrilhantaram a 11ª Semana Nacional de Museus

Escolas apresentaram exposição no Museu Nossa Senhora do Rosário do Bom Fim (fotos Sandra Lorenz/Especial C7)
Com atividades lúdicas, artísticas e criativas as Escolas Municipais de São Gabriel foram responsáveis por grande parte da programação da 11ª Semana Nacional de Museus em São Gabriel. Inseridas no contexto de transformar o museu em um espaço educativo, as escolas aceitaram o desafio e encantaram o público que passou pelo Museu Nossa Senhora do Rosário Bom Fim, na semana de 13 a 18 de maio.


José da Fonseca Lima
A Escola Municipal de Ensino Fundamental José Lima, desenvolveu um trabalho voltado ao censo criativo dos alunos. Com base na Mostra que retratou o passado e o presente do ensino, exibida no mês de março no Museu Nossa Senhora do Rosário Bom Fim, alunos do 4° ano, receberam a tarefa de pensar sobre a seguinte questão: “Se eu pudesse transformaria”, eles então, imaginaram a transformação dos objetos e dos métodos de castigo utilizados antigamente nas salas de aula. Na visão dos alunos, a palmatória virou chocalho, pirulito, régua, colher de pau e até mesmo um buquê de flores. A varinha utilizada antigamente para “acalmar” a turma, virou vassoura, lápis, vara mágica. O chapéu de burro que era oferecido a quem não fixava a lição do dia foi transformado em chapéu de moça, boné, chapéu de gaúcho e chapéu de mágico.  A imaginação foi materializada e exposta no espaço cultural do museu.  

Além do trabalho de instigar o pensamento, alunos do 4° ao 8° ano da escola contaram as curiosidades das copas de 1994 à 2014, expuseram em painéis, os mascotes, nomes das bolas, seleções campeãs e vices, bem como os estádios onde foram realizados os jogos de 94 e os que vão sediar a copa do Brasil em 2014.  “Nossos alunos foram desafiados a fazer uma releitura do que viram, compararam a realidade da educação do passado com a de hoje e as conclusões trouxeram uma explosão de ideias, pelas quais tivemos acesso a um conteúdo humano muito rico externado por nossos alunos”, destacou a Diretora Nadia Vargas. 

Marechal Deodoro
A Escola Municipal de Ensino Fundamental Marechal Deodoro da Fonseca, também foi uma das responsáveis pelas atrações. A escola disponibilizou seu grupo teatral para apresentações. O grupo criado há três anos, é formado por alunas da 8ª série. As meninas escreveram e apresentaram “A história da vida no Museu”, a obra em Teatro de Bonecos, dublada pelas alunas, Paola Oliveira da Silva, Graziela dos Santos e Laura José Luiz Villanova, contou sobre a vida de um pai de família desempregado, que ao passar em frente ao Museu com seu filho, é conduzido pelo menino a entrar.

As alunas Paola, Graziela e Laura apresentaram o teatro de bonecos alusivo ao Museu
No interior do museu, o menino se encanta com as moedas de ouro da época do Império, imaginando que com elas poderia realizar o sonho de comprar uma caixinha de música. O pai pede trabalho à responsável pelo museu e é contratado, logo, realiza o sonho do filho comprando a caixa de música, por fim, com fundo musical, todos comemoram o novo emprego dançando e cantando ao som da caixa musical do menino. Outras escolas também se apresentaram no Museu na semana de 13 a 18 de maio.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.