Desfrute de um espetinho gostoso na Mas Bah Tchê Churrasquinho Gourmet em São Gabriel!

Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Conforto que cabe no bolso - Íbis Budget Porto Alegre

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Conheça todos os benefícios do Seguro de Vida Sicredi Essência!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

Gráfica F1 - Comunicação Visual e Gráfica Offset com qualidade e bom preço!

26 abril 2013

Papo Reto no Caderno7

João Pedro Lemos
Colunista do blog

O desemprego
Inerente aos sistemas econômicos atuais o desemprego de fato só existe pela falta de uma política de geração de empregos. Ai você vai dizer, mas a tecnologia tirou o lugar do Homem no trabalho! Eu digo que não. Acontece que o avanço da tecnologia de tecné (extensão da potencialidade humana) não foi administrada politicamente, me refiro a política da pólis(organização da cidade), simplesmente surgiu e começou a beneficiar grupos de produção. Hoje no país não se tem uma política de geração de empregos, tem política social do trabalhador, salário mínimo, FGTS, Direito do trabalhador, por sinal fraquíssima basta ver o valor do mínimo, mas a organização em que o Estado tenha uma ação direta na geração de empregos não. Porque não há legislação em favor do trabalhador, os avanços tecnológicos chegaram e simplesmente começaram a ser usados, lógico em favor de quem pode adquirir tal tecnologia.


O Estado não teve e não tem gestão nenhuma sobre o uso, limites e consequências, por exemplo, poderia determinar através de uma política de geração de empregos que as empresas, mesmo usando de tecnologia tenham a obrigação de gerar número “x” de empregos. Isso não acontece e por quê? Porque os gestores, governantes e políticos, os ditos representantes do povo, de fato não o representam. Conhece algum deputado, senador pobre? Que tenha vindo da classe mais humilde? Claro que não. Raras exceções, às vezes por protesto. A representação não é real, representa interesses, sempre a favor de quem tem mais.

Gerar emprego não é negócio, mão de obra barata é  bom, isso acontece até no comunismo.

Com uma educação que não educa o povo não se mobiliza, não tem consciência de organização política e de luta por direitos e acaba caindo num circulo vicioso do favor político. Na verdade a democracia brasileira é questionável, porque nunca “todos serão iguais” perante a Lei e tu leitor sabe disso.

A saúde do pobre nunca será igual à de quem tem mais, os direitos são iguais, mas quem tem mais paga mais e tem melhor atendimento. Filho na universidade precisa de cursinho, claro vai quem pode pagar, mas a universidade é pública. Pública para quem? Para quem tem mais. E sabe por que continuamos assim sem empregos e nessa situação? Porque estamos sendo preparados para aceitar isso como normal e a falta de consciência, consequente de uma educação que aliena é a legitimação dessa prática “Democrática”.

Desemprego? Só uma consequência de um país sem política para as verdadeiras necessidades da população. Quem tem está bem. Os políticos estão ótimos obrigado. Sabe quanto ganha seu deputado, senador, prefeito, vereador?

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.