leilãosite

Preso na Serra suspeito da morte de jornalista bageense

Tagliene foi morto em 24 de abril, em Porto Alegre.
Suspeito foi preso na noite de quarta, em Carlos Barbosa (foto arquivo pessoal)
A Polícia Civil prendeu o suspeito de assassinar o jornalista bageense Tagliene Padilha da Cruz (Tagli), na noite de quinta-feira (11). Ele foi encontrado na cidade de Carlos Barbosa, na Serra, onde ele estaria escondido depois do crime. A investigação feita pelo Departamento de Homicídios comprovou que houve o roubo de vários pertences da vítima, como roupas, celular e um computador do jornalista morto em 24 de abril.



A identidade ainda não foi revelada. Parte dos itens roubados estava no local onde o homem, de 25 anos, estava. Ele tem antecedentes criminais por crimes contra o patrimônio e a Polícia chegou até ele graças a imagens de câmeras de segurança terem flagrado ele saindo do apartamento em que Tagli morava.


Ele estava com roupas da vítima. Tagli foi morto por asfixia por meio de estrangulamento, segundo laudo preliminar. Ainda está sendo investigado como o suspeito entrou no apartamento da vítima, o que ainda não foi divulgado para não atrapalhar as investigações. A morte do jornalista causou forte comoção na imprensa gaúcha, principalmente na sua cidade natal, Bagé.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 12/05/2017 10h18 
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: