10-11 Penha de Aniversário CTG Caiboaté - Chiquito e Bordoneio

Festa Night Out - 10 de novembro

Banner Caderno7 - Prêmio Press 2017

Saúde Plena é saúde para todos

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Clique aqui para se inscrever no Vestibular Urcamp 2018

Engenharia: Valorize mais esta ilustre área

Mariana Reis Covalesky
Acadêmica de Engenharia Civil
UNIPAMPA - Campus Alegrete/RS

ENGENHARIA. Palavra do século XVI, derivada de engenheiro, referente a alguém que opera engenho. A palavra engenho se origina do latim Ingenium, que significa Gênio.  Os engenheiros então são gênios? De certa forma, deveriam ser! As primeiras pirâmides, no Egito, são grandes exemplos destes gênios. Resultado de um complexo estudo, cálculos e técnicas desenvolvidas por um engenheiro para erguer e sustentar as pirâmides, chegando à forma atual. No Brasil, a engenharia surgiu em 1699 através de D. Pedro II. Porém a primeira escola de engenharia deu-se no ano de 1792, com nome de Real Academia de Artilharia, Fortificação e Desenho, a Engenharia Militar. Desta, designou-se a Engenharia Civil, a fim de formar pessoas civis em engenharia e não somente militares. Hoje, contam com mais de 30 designações de engenheiros, desde o clássico Civil até o engenheiro em Horticultura, Pesca, entre outros.



Mas, por que essas informações? Para mostrar que engenheiro é uma profissão muito antiga, nobre, de respeito (ou pelo menos deveria ser). Alguém já ouviu falar em Edward Murphy Jr.? Pois bem, ele foi um engenheiro onde é conhecido pela famosa Lei de Murphy, onde diz que: “Se algo pode dar errado, dará!”. E dará mesmo, se ninguém interferir para que dê certo. No Brasil, o mais famoso é o Engenheiro Arquiteto Oscar Niemeyer, responsável por inúmeras obras marcantes, dentre elas o Palácio da Alvorada, em Brasília. E nos dias atuais, qual é o grande nome da engenharia no Brasil? Pois é... não lembramos de imediato, talvez nem tenha. Quando se fala em engenharia, logo vem em nossa cabeça “Odebrecht”, “Camargo Correa”, “Queiroz Galvão”,... Nomes que eram grandes empresas do ramo da engenharia, que estão levando por água abaixo a tão renomada e nobre área tão linda, cheia de riquezas e detalhes, que não deveria ser tratada desta forma.

Hoje em dia, a profissão de engenheiro está sendo muito desvalorizada até mesmo pelos próprios engenheiros, que acabam esquecendo o verdadeiro significado desta palavra. Engenheiros aceitam trabalhar com outro cargo, muitas vezes inferior à sua formação, apenas para poder ter o emprego, não ganhando muitas vezes o que lhe é de direito. Sabem quanto deve ganhar no mínimo um engenheiro? Deve ganhar seis salários mínimos para 6 horas diárias trabalhadas e, nove salários, para 8 horas diárias. Façam as contas, muitos não ganham nem metade. Agora vá perguntar para um médico se ele aceitaria receber menos do que lhe é de direito? A resposta é clara: Não! Isso porque eles se valorizam e são valorizados. São chamados de “Doutor”. Sabemos que a palavra doutor cabe somente a quem tem doutorado. Porém, muitos que não possuem este nível de graduação são assim chamados como sinal de respeito pelas pessoas a sua volta.

Agora o engenheiro, mesmo com doutorado, é chamado de doutor? Dificilmente isso acontece.  Assim como o médico, o engenheiro responde pelo seu CPF, como dizem. Ou seja, não importa se você trabalha autônomo ou em uma empresa, será você que responderá por aquele projeto ou aquela obra, não a empresa. O que está ocorrendo muito é que os engenheiros estão assinando obras ou projetos sem ao menos ter total conhecimento do que está sendo feito, sem ao menos verificar e acompanhar a ‘sua própria’ obra. Será por isso que ciclovias caem, prédios dão tantos defeitos, e tantos outros caos estão acontecendo? Infelizmente isso ocorre em todo o lugar do mundo.

A área da engenharia. Uma área tão digna que não deveria ser deixada de lado e não ter a devida importância nos dias atuais. Engenheiro! Dê o seu devido valor, cobre o preço justo pelo seu serviço, e não só porque “fulano” cobrou mais barato que você também vai cobrar. Mais vale pagar um pouco mais com um projeto bem feito do que ficar remendando furos de projetos baratos. Para mudar o cenário atual e ser mais reconhecida e valorizada esta profissão só depende de NÓS, engenheiros e futuros engenheiros. #Ficaadica 
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: