10-11 Penha de Aniversário CTG Caiboaté - Chiquito e Bordoneio

Festa Night Out - 10 de novembro

Banner Caderno7 - Prêmio Press 2017

Saúde Plena é saúde para todos

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Clique aqui para se inscrever no Vestibular Urcamp 2018

Na primeira reunião da ACI e CDL, Prefeito apresenta prestação de contas

Primeira reunião da ACI, que teve parceria da CDL, teve prestação de contas dos primeiros meses de mandato de Rossano Gonçalves na Prefeitura de São Gabriel, na noite de quarta-feira
Na primeira reunião de 2017 da Associação Comercial e Industrial de São Gabriel, realizada conjuntamente com a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), o encontro foi com o Prefeito Rossano Gonçalves, que explanou a prestação de contas dos 87 primeiros dias de governo. Além da atualização das dívidas - 89 milhões da dívida histórica e 47 milhões deixadas pela gestão petista - ele falou do que já foi realizado, com R$ 12 milhões pagos de dívidas e R$ 2.250.000,00 conquistados em recursos.



Parte do público que compareceu em grande número ao encontro, que teve jantar logo após
Rossano, que estava juntamente com o Chefe de Gabinete, Rafael Gonçalves e os Secretários de Planejamento, Ricardo Júnior e de Turismo, Indústria e Comércio, Juliana Medeiros, destacou que com esta ação, o prefeito quer ficar mais próximo do empresariado. "Com encontros como este, queremos ouvir sugestões, apresentar e contar as dificuldades encontradas e buscar soluções para resolvê-las e administrar São Gabriel para todos. A eleição passou, agora somos o Prefeito de todos os gabrielenses", frisou.

Rossano apresentou as dívidas, que foram herdadas de governos anteriores e estão sendo pagas. Ele ainda destacou que já foram pagos 12 milhões, entre folhas atrasadas, 13º não pago e por parcelar, indenizações, débitos com Santa Casa, combustíveis, terceirizadas e laboratórios. A arrecadação estimada para 2017 é de R$ 130 milhões, mas que questões como a folha e o passivo previdenciário preocupam.

Sobre as realizações, muita coisa foi feita na educação, infraestrutura urbana, estradas e outros programas. "Sabemos que ainda há o que melhorar, como as estradas e os bairros, que geram muitas reclamações. Mas digo uma coisa bem clara: o povo deve fiscalizar e cobrar o poder público, sim", afirmou. Ele ainda informou que a Santa Casa de Caridade terá um reajuste real do convênio depois de muito tempo, onde o valor passará de 292 para 392 mil reais, além da inclusão de especialidades e exames.

Cinco metas estão estabelecidas para este ano: a implantação do estacionamento rotativo, o programa "Mais Exames", a regulamentação do transporte público coletivo, Reforma Administrativa e os leilões de bens considerados inservíveis, além das medidas que já vem sendo adotadas para contenção de gastos, como cortes de cargos de confiança, diárias e outros. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 30/03/2017 23h58 
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: