leilãosite

Papo Reto no Caderno7

João Pedro Lemos
Colunista do blog

Musicalidade local e o palco
Desde os tempos dos Festivais de Rock, Cenário Pop nossa cidade vem sendo berço de grandes bandas, músicos, grupos gaúchos. Desse tempo nasceram nomes inesquecíveis como o Fo Guitarrista Marcelo Plaker, o Estranho, o Estevam Camargo, Jojô Borges... Nos velhos tempos tínhamos Grupos como Cor da Raça, Destak, Eco do Sul, e solo como Rafael, entre tantos outros que deixaram seu legado e sua história na música local.



Rappers também aparecem na cena local

Pagode se destaca com os grupos Tudo Nosso (acima) e Improviso (abaixo)


Banda Menino Everaldo também é projetada na cena musical
As novidades com o tempo vão chegando e hoje temos grupos novos com CDs como o Ki Vanera, Ricardo de Camargo, Rapper Marlon Oliveira, MC Lobinho, Xandinho, MC GF, Banda Improviso, Menino Everaldo, Tudo Nosso, além de uma série de músicos jovens que seguem carreira solo, buscando seu espaço. O que precisam? Simples, precisam somente de palco para tocar, cantar, esse é o apoio que qualquer banda, grupo ou músico solo precisa, necessitam de palco, pois a partir do palco, onde o trabalho se mostra é que são criadas as oportunidades para que essas pessoas se profissionalizem e possam ganhar com sua arte.

Desta forma entendo que a cidade pode ajudar sim, aliás, empresas já estão fazendo isso, dando oportunidade para que os músicos mostrem sua arte, a exemplo do Barzin que realizou show com a Banda Improviso, O Boteco com a Banda Menino Everaldo, o Star com o Grupo Tudo Nosso, mas é preciso mais, shows na noite, criação de eventos, que nem precisam ser grandes,e que gerem essa oportunidade, sem o aplauso do público nenhum artista tem sua compensação.

Começamos a viver uma nova era da música e de shows, e com certeza de oportunidades, que tenhamos mais palcos para os talentos de nossa cidade, pois qualidade não nos falta. No Programa ROTA 87 estamos fazendo a nossa parte. Acreditamos que novas portas se abrirão, pois as perspectivas são excelentes.

Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: