Anúncio Penha Culinária Campeira - CTG Plácido de Castro

auxiliar veterinário e zootecnia cartaz 2

Vestibular d einverno meia_pagina

Bodega Junina

Abertura da Colheita do Arroz vai valorizar trabalho do Irga

Importância do IRGA foi reforçada na coletiva de imprensa realizada no local da Abertura, em Cachoeirinha (foto AgroEffective/Divulgação)
Na avaliação dos organizadores, órgão é essencial para a garantia da segurança alimentar no país

A realização da vigésima-sétima edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz na Estação Experimental do Arroz, do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), em Cachoeirinha (RS), celebra a relevância do trabalho de pesquisa que o órgão vem desenvolvendo para o setor orizícola nacional. Esta foi a mensagem passada pelos dirigentes presentes na coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, 16 de janeiro, no local onde se realizará o evento, de 16 a 18 de fevereiro de 2017.

De acordo com o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Henrique Dornelles, o Irga tem uma base essencial e indispensável para a manutenção da produção de arroz. Em um cenário onde outros Estados vêm diminuindo produção e produtividade, o trabalho da entidade governamental vai ser fundamental para uma projeção que, segundo o dirigente, vai chegar a 9 milhões de toneladas, o que representaria 75% da produção brasileira do grão."A manutenção do Irga e o bom desenvolvimento do instituto é uma questão de manutenção da segurança alimentar brasileira", salientou.

Dornelles lembrou também da contribuição da pesquisa para um modelo sustentável de produção. O presidente da Federarroz reforçou o que foi anunciado por levantamentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Ministério da Agricultura, nos quais mostram que o arroz produzido no Rio Grande do Sul é livre de resíduos de agrotóxicos. "Não se detecta qualquer resíduo de produto químico no arroz gaúcho. Isso se deve a um trabalho de difusão e tecnologia", ressaltou, acrescentando que os problemas vistos no produto são de grãos importados e que não são fiscalizados com o rigor da lei.

O presidente da Federarroz afirmou também que o setor arrozeiro contribui com o Irga com a colaboração direta de R$ 0,52 a cada saca vendida e que este é um instituto público com recursos privados. "Trouxemos a Abertura Oficial da Colheita do Arroz para cá porque é aqui onde nasce tudo em tecnologia para a lavoura e queremos valorizar este órgão também compartilhando esta visão que temos com a sociedade gaúcha e brasileira", observou.

O dirigente reforçou que durante o evento o produtor vai conferir o que está sendo feito nas lavouras na apresentação das vitrines tecnológicas e, com isso, poderá fazer uma análise crítica da forma de gestão e quais as técnicas implementadas em sua propriedade. O mercado também será tema de discussão ao longo da abertura. "Traremos contextos com análises críticas do mercado, tanto no setor produtivo quanto nas indústrias e varejo. Vamos abordar as mudanças econômicas que estamos vivenciando e como passar por este um momento conturbado", explicou.

A Abertura Oficial da Colheita do Arroz também terá espaço para a produção de soja, que vem sendo uma das grandes vedetes do momento, inclusive nas regiões produtoras de arroz. O Irga vai apresentar projetos e tecnologias desenvolvidas para a oleaginosa em áreas comumente ocupadas por lavouras do cereal. "A soja é uma ferramenta que não estará desconectada da lavoura de arroz", analisou Dornelles.

O presidente do Irga, Guinter Frantz, pontuou durante a entrevista coletiva que é com grande satisfação que o órgão vai receber o principal evento do setor arrozeiro no país em sua sede. Lembrou dos projetos de produção e incentivo ao consumo do arroz que estão sendo desenvolvidos pelo instituto, como a formulação de materiais resistentes à doenças e que use menos defensivos agrícolas. O dirigente complementou afirmando que todo o trabalho tem como principal preocupação gerar renda ao orizicultores. "Nosso produtor precisa ter mais renda. Além da pesquisa, nos preocupamos que o produtor tenha rentabilidade e consiga enfrentar problemas como o clima e os custos de produção", definiu.

A Abertura Oficial da Colheita do Arroz é organizada pela Federarroz. Mais informações podem ser obtidas no site www.colheitadoarroz.com.br.

Reportagem: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective 
Data: 17/01/2017 10h00
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: