Caderno7 na Expointer - banner redes sociais

03-09 Jantar-baile Os Monarcas - CTG Querência Xucra

4 anos da tragédia da Kiss: eventos fazem homenagens em Santa Maria

Santa Maria - O incêndio da boate Kiss, em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul, completa na próxima sexta-feira (27) quatro anos. Na madrugada de 27 de janeiro de 2013, centenas de jovens foram intoxicados pela fumaça produzida pela queima de uma espuma acústica após o vocalista da banda que tocava na festa “Agromerados” ter acendido um artefato pirotécnico dentro do estabelecimento. A tragédia terminou com 242 mortos e mais de 600 feridos.


O sentimento de abandono e indignação dos familiares das vítimas só não é maior do que a dor de relembrar os quatro anos da tragédia. Por isso, estão programadas diversas homenagens e momentos de reflexão, sempre valorizando a vida.

“As vítimas não têm quem fale por elas. Então, nós estamos cobrando o que tiraram delas. Esquecer é muita covardia. Se você se esquece, você se omite e deixa a coisa acontecer de novo. Vamos respeitar esses jovens e pensar na segurança de todos. Temos uma obrigação moral de lutar por essa causa”, diz o presidente da Associação dos Familiares das Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), Sérgio da Silva.

As homenagens já estão sendo realizadas em Santa Maria. No túnel do Viaduto Evandro Behr, no Centro, uma pintura está sendo feita por um grupo de universitários para passar uma mensagem de respeito e otimismo. O grafite deve ficar pronto até o dia 27.

No dia em que a tragédia completa quatro anos, na sexta-feira (27/1), haverá uma roda de conversa, a partir das 9h, com profissionais que atuaram ou atuam em atividades ligadas à tragédia. Eles falarão sobre ações e desafios em torno do acontecimento. O debate ocorre no auditório da SUCV (Rua Venâncio Aires, 1934, esquina com a Avenida Rio Branco, no Centro).

Às 15h, serão realizadas atividades na Praça Saldanha Marinho, no centro de Santa Maria, com apresentações musicais e teatrais. Estão confirmados um corneteiro da Base Aérea, o Coral Orquestrando Ulbra (formado por crianças), a cantora e compositora Giovanna Maira, a Companhia Sorriso e a Banda da 3ª Divisão do Exército.

Às 17h, um culto ecumênico na Praça Saldanha Marinho, com representantes de diferentes religiões.  O toque dos sinos de igrejas da cidade está programado para as 18h. Às 18h20, será lida uma mensagem do presidente da AVTSM.

Mais duas homenagens ocorrerão às 18h40: 242 balões serão soltos, no momento em que tocarão as sirenes dos dois caminhões de bombeiros que estarão na praça. Um corneteiro da Brigada Militar ainda fará uma homenagem às vítimas, às 19h15, também na praça. Às 19h20, em um telão na Saldanha Marinho, será apresentado um vídeo de homenagem, feito pela TV OVO.

Para encerrar o dia, será realizado um colóquio com o professor da Unicamp, tradutor e crítico literário Márcio Seligmann. Ele estará acompanhado pela professora doutora Rosana Dorio Bohrer, psicóloga e especialista em Emergências e Desastres, Gestão de Crise e Programas de Family Assistance, além de uma sobrevivente da tragédia e um familiar de vítima. A atividade ocorre sob uma tenda na Praça Saldanha Marinho.

Os eventos do dia 27 serão realizados pela AVTSM, pelo Instituto Condor, pelo Acolhe Saúde, pela TV OVO e pelos movimentos Santa Maria do Luto à Luta – Meu Partido é um Coração Partido e Kiss: Que não se Repita, com apoio da prefeitura de Santa Maria. Todos estão convidados a dar uma passada nos eventos para um abraço aos familiares ou, em qualquer lugar, fazer uma oração pelas vítimas da tragédia.

Programação em Santa Maria:

Até dia 27
Grafite no Túbel Evandro Behr, no Centro

Dia 27 de janeiro
9h – Roda de conversa com profissionais que atuaram ou atuam em atividades ligadas à tragédia, sobre ações e desafios em torno do acontecimento, no auditório da SUCV (Rua Venâncio Aires, 1934, esquina com a Avenida Rio Branco, no Centro)

15h – Apresentações musicais e teatrais: corneteiro da Base Aérea, Coral Orquestrando Ulbra, cantora Giovanna Maira, Companhia Sorriso e Banda da 3ª Divisão do Exército.

17h – Culto ecumênico na Praça Saldanha Marinho, com representantes de diferentes

18h – Toque dos sinos de igrejas da cidade

18h20 – Leitura de uma mensagem do presidente da AVTSM, na Praça Saldanha Marinho

18h40 – 242 balões serão soltos, no momento em que tocarão as sirenes dos dois caminhões de bombeiros que estarão na praça

19h15 – Corneteiro da Brigada Militar faz homenagem na praça

19h20 – Apresentação de um vídeo de homenagem, feito pela TV OVO

19h30 – Colóquio com o professor da Unicamp, tradutor e crítico literário Márcio Seligmann, a professora doutora Rosana Dorio Bohrer, psicóloga e especialista em Emergências e Desastres, Gestão de Crise e Programas de Family Assistance, além de uma sobrevivente da tragédia e um familiar de vítima. A atividade ocorre sob uma tenda na Praça Saldanha Marinho.

Exibição de “Janeiro 27” na TV a cabo
A data do incêndio que interrompeu a vida de 242 jovens também será marcada pela exibição de “Janeiro 27”, no canal de TV a cabo Prime Box Brasil. O documentário aborda os relatos de sobreviventes, familiares e amigos das vítimas. O filme, inédito na televisão a cabo, será transmitido no dia 27 de janeiro, na faixa Prime Doc, às 20 horas.

Realizado pela produtora Accorde Filmes, “Janeiro 27” nasceu da vontade da AVTSM em marcar o ocorrido no primeiro ano da tragédia, em 2014. Assinando a direção do documentário estão Paulo Nascimento e Luiz Alberto Cassol, cineastas que possuem relação próxima com a cidade de Santa Maria: Paulo estudou na Universidade Federal de Santa Maria e Cassol é natural da cidade.

Reportagem: Luiz Roese/Especial C7
Data: 23/01/2017 09h23
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: