10-11 Penha de Aniversário CTG Caiboaté - Chiquito e Bordoneio

Festa Night Out - 10 de novembro

Banner Caderno7 - Prêmio Press 2017

Saúde Plena é saúde para todos

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Clique aqui para se inscrever no Vestibular Urcamp 2018

Noite de homenagear São Jorge Guerreiro

Homenagem ao Santo Guerreiro foi realizada na noite deste sábado em São Gabriel
A noite de sábado, 23 de abril, teve a tradicional Procissão de São Jorge, promovida pelo Centro de Umbanda Cabana do Pai Xangô e Oxalá e que percorreu as principais ruas da cidade. Estima-se que mais de mil fiéis acompanharam a caminhada com a imagem do santo guerreiro, que é conhecido na umbanda como Ogum. O tempo bom ajudou também para a realização da homenagem.




Centenas de pessoas participaram da procissão, que percorreu as principais ruas do Centro
O trajeto percorreu as principais ruas até retornar ao Centro, situado na Rua Barão do Cambaí. Durante a procissão, devotos carregaram velas e as "espadas de São Jorge", plantas usadas para simbolizar a proteção de Ogum, como também é conhecido na Umbanda, além da imagem receber saudação dos presentes nas ruas. Sirenes e fogos de artifício anunciavam a passagem de São Jorge no alto do caminhão dos Bombeiros. Durante o percurso, toques de clarim foram dados pelo militar Vando Mello (Vandinho), anunciando a passagem do santo e orixá. Além disso, o céu apresentava lua cheia, que segundo a crença popular, é associada ao santo.

Após o final da procissão, uma sessão religiosa seguiu as comemorações até a madrugada. A atividade é realizada todos os anos, e é a principal em homenagem ao santo, sendo também evento oficial do município. O Prefeito Roque Montagner esteve presente ao ato, assim como vários secretários municipais.

Imagem foi carregada no caminhão dos Bombeiros, como é de costume anualmente
Durante o trajeto, o clarim tocado por Vandinho do Olodum anunciava a passagem de São Jorge
Origem da crença
Segundo a história, São Jorge foi um soldado romano que serviu ao imperador Diocleciano, e que virou padre e mártir cristão. Ele teria nascido na Capadócia (Turquia), e quando o imperador ordenou a morte de cristãos, ele se negou por ter se convertido ao catolicismo, sendo torturado até a morte.

A lenda do cavaleiro contra o dragão - e a imagem que representa o santo oficialmente - surgiu de histórias das Cruzadas, quando após se tornar adulto e participar de batalhas contra os sarracenos, ele partiu para a cidade de Syélen, na Líbia. Lá, um eremita relatou que um dragão estava assolando a região, sendo que para se acalmar, jovens mulheres eram oferecidas para sacrifício.

Só havia restado uma jovem: Sabra, a filha do rei, que seria sacrificada ao dragão ou dada em casamento ao valente que matasse a besta. E foi o que aconteceu, Jorge matou o dragão com sua lança e salva Sabra, se tornando esposo dela.

Na Umbanda, São Jorge é Ogum e tem relação com a lua, onde suas manchas vistas da Terra aparentam ser São Jorge matando o dragão em noite de lua cheia. É padroeiro das nações de Portugal e Inglaterra, da cidade de Moscou, o estado e a cidade do Rio de Janeiro e da província da Catalunha, na Espanha.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 24/04/2016 12h34 
Contato: (55) 3232-3766 / 96045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: