Caderno7 na Expointer - banner redes sociais

03-09 Jantar-baile Os Monarcas - CTG Querência Xucra

Novo protesto em memória e Justiça para "Maguila"

Amigos e familiares lembraram de mais um mês da morte de Maguila e pediram por Justiça (foto Filipe Ferreira)
Completando nove meses de sua perda prematura, os familiares e amigos de Eduardo Vattimo Marques Vaz, conhecido como "Maguila", vítima de um atropelamento em 28 de junho do ano passado, realizaram mais um ato em memória do jovem e também para pedir Justiça e que o caso não fique impune. O 3º "Minuto para o Maguila" aconteceu no local da tragédia, no cruzamento das Ruas Maurício Cardoso com Coronel Soares.



Amigos e familiares realizaram um momento de oração, no começo da manifestação, em memória de Eduardo

Enquanto as frases eram pintadas no asfalto, trânsito ficou em meia pista e cartazes foram exibidos
O público presente realizou uma oração de mãos dadas, em memória de Eduardo. Logo após, enquanto cartazes eram expostos por alguns dos amigos, outros realizavam uma pintura no asfalto com mensagens e recados claros pedindo Justiça e providências no caso. A frase "Motorista bêbado que mata no trânsito merece cadeia", além da hashtag Maguila, foram pintadas no asfalto da Maurício Cardoso, como uma forma de lembrar da tragédia. Uma audiência está marcada para o mês de abril no Fórum local.

Desta vez, frase no asfalto pede Justiça para causador de acidente que tirou a vida de "Maguila" (foto Filipe Ferreira)
ENTENDA O CASO

Na madrugada de 28 de junho de 2015, quando se dirigia para casa após um dia de trabalho, Eduardo Vattimo foi atingido violentamente por um Fiat Uno que estava sendo dirigido por Vagner Olaz Diniz. Os exames realizados pelas autoridades apontaram que ele estava com álcool no sangue acima do permitido por lei. A vítima morreu em 3 de julho, devido à gravidade dos ferimentos.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 03/03/2016 21h10
Contato: (55) 3232-3766 / 96045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: