Saúde Plena é saúde para todos

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Festa de Natal EC Real

Anúncio vendas Incorporadora Beilfuss 1

Câmara aprova pagamento do retroativo e parcelamento do Piso do Magistério Municipal

Professores e diretoria do Sindicato dos Servidores acompanharam votação, que foi unânime
Situação da limpeza urbana e estradas também foram assunto de sessão

A Câmara de Vereadores de São Gabriel aprovou nesta segunda-feira (15) o Projeto de Lei nº 011/2016, que prevê o pagamento do retroativo de 13,01% e parcela em 60x o reajuste do Piso Nacional para o Magistério Municipal, garantindo assim um direito adquirido para os professores da rede de ensino do município. A situação da limpeza urbana e das estradas do interior também foram assuntos da sessão plenária desta segunda.



Os vereadores asseguraram que votariam a favor do magistério municipal, mesmo com correções a serem feitas na lei. "Vamos votar a favor deste projeto porque além de ser um direito dos professores, votamos a favor de tudo que for para a educação e saúde", afirmou o vereador Vagner Aloy (Maninho, PDT). O projeto foi aprovado por unanimidade. Estavam presentes a diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de São Gabriel, presidido por Ricardo Júnior e professores do magistério municipal.

Além do reajuste, pedidos para limpeza urbana e situação das estradas foram abordadas
Limpeza urbana e estradas mais uma vez são assunto
Os vereadores falaram da situação da limpeza urbana e das estradas do interior, dois problemas que são as principais reclamações da comunidade que chegam até os gabinetes dos parlamentares. A limpeza urbana tem sido foco por conta da preocupação com o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Os vereadores Cilon Lisoski (PR), Antônio Devair (Beka), Sildo Cabreira (PDT) e Marcos Vieira (MEC, PSDB) levaram o clamor da comunidade para que se tomem providências. "Não adianta levar o Exército para as ruas se não é feita a limpeza básica e também o reparo de buracos, a comunidade não aguenta mais", relata Cilon. A preocupação dos vereadores, que já fizeram inúmeros pedidos de providências que não foram atendidos pelo Executivo, é que com o acúmulo de lixo, aumentem as possibilidades de focos de mosquitos.

A situação das estradas também foi o foco dos debates. Os vereadores levaram as queixas de moradores das localidades do Caiboaté Grande, Passo de São Borja, Bela União, Três Divisas, Corredor dos Fagundes, entre outros. A maior queixa vem dos produtores do interior, onde segundo o vereador Adão Santana (PTB), mais de 4 mil produtores se sentem "abandonados". "É um clamor de uma classe que move a economia do município, sobretaxada com um aumento de mais de 300% dos impostos rurais e que não tem estrada para transportar a produção. Vamos exigir, sim, que a Prefeitura faça sua parte", protestou. Os parlamentares ainda temem maiores problemas quando reiniciarem as aulas na rede de escolas, dentro de alguns dias e pedem que a Prefeitura aproveite o tempo bom para recuperar as estradas.


A Câmara ainda registrou na noite de segunda, o protocolo do projeto "Jovem Agricultor" a ser aplicado nas escolas do interior do município, assim como cumprem primeira pauta os projetos da criação de um Banco de Óculos e do projeto educacional "Esse Rio é Meu", todos de autoria do vereador Adão Santana.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: XX/XX/20XX XXhXX 
Contato: (55) 3232-3766 / 96045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: