Saúde Plena é saúde para todos

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Festa de Natal EC Real

Anúncio vendas Incorporadora Beilfuss 1

Em clima de pesar, PDT realiza Jantar do Vermelho e Branco

Rossano lembrou da obra de Erasmo para o trabalhismo local em homenagem e reforçou o desejo de voltar à Prefeitura de São Gabriel em 2016
Sem um pouco de brilho devido ao falecimento do líder trabalhista Erasmo Chiappetta, o Jantar do Vermelho e Branco foi realizado na noite de sábado (12) no CTG Tarumã, com uma presença em torno de 400 pessoas. Além de congregar os pedetistas gabrielenses, o evento comemorou o aniversário do ex-prefeito e presidente do PDT gabrielense Rossano Gonçalves, que foi em 20 de novembro. Foi reforçada também a ideia de retomar a Prefeitura de São Gabriel nas eleições de 2016 com Rossano.



Bom público se fez presente ao evento, que encerrou o ano do PDT e comemorou também o aniversário de Rossano
O evento teve homenagens para Erasmo, onde foi pedido um minuto de silêncio por parte de Rossano. Nas manifestações, a inconformidade com as decisões do PDT nacional e gaúcho em manter o apoio à presidente Dilma Rousseff (PT), bem como o foco nas eleições de 2016, onde o objetivo é claro: retomar o Palácio Plácido de Castro.

O médico Ricardo Coirolo preferiu não falar de política, por expressar "indignação" com a posição do PDT nacional. Já Rossano afirmou que em breve estará de volta à comunidade para planejar a campanha de 2016. "São Gabriel merece, pode e terá um governo voltado para a sua gente. Não um governo de poucos como o que vemos hoje em nossa cidade, que está triste e feia, mas um governo voltado às ações cidadãs, principalmente saúde e educação. Será um ano de limpeza no Brasil, chegando até São Gabriel no dia 2 de outubro", rechaçando as afirmações de "golpe" ditas por partidários do Governo Dilma. "Golpe foi o que houve em 1964 e é o que ocorre em São Gabriel, onde poucos cidadãos mandam na cidade", afirmou.

O presidente do partido ainda disse que a coligação "deverá ter mais dois ou três partidos" e que o foco é convencer a comunidade para que "volte a ter um governo pelo povo, para o povo e com o povo". "Eu quero ser prefeito novamente, sim. Corrigiremos nossos erros, aprendemos com eles e vamos trabalhar para que façamos um governo para a comunidade", finalizando com o pedido de união dos trabalhistas para retornar ao poder.

O evento não teria um baile, inclusive sugerido pelo próprio Rossano, mas vários filiados insistiram e o baile foi animado pelo Grupo MDS. Alguns deles já entoavam o "já ganhou" nas eleições, só que é cedo para comemorar alguma vitória visto que o pleito de 2016 se prevê ser um dos mais difíceis e acirrados.

Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: